sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Pela Vidraça

Eu ando meio cansada.
Cansada do que ainda não nem sei.
Só de pensar me traz mais espaço nesse vazio todo cheio de outras coisas.
Fico me perguntando se de fato me falta o que procuro,
Ou se o que penso em querer é que me anda dando meias-voltas.
Isso que acontece é quase tão inexpressível quanto esse dia nublado.
Fecho os olhos mais o nada ainda me traz mais angústias.
Os meus rodopios nessa valsa inacabada sempre terminam em náuseas.
Acho que por hoje a caça já foi suficiente.
Quero mesmo é ser eficiente pra esse desejo doente.
Eu me retiro por hoje.
Vou descansar pra acordar o sol.

3 comentários:

Cássio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cássio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cássio disse...

Intrigante...